ASSINE O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS

RECEBA AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DIRETO NO SEU E-MAIL
iconeenvelope.png

Ex-prefeito de Perdizes, flagrado recebendo R$ 20 mil de propina, é solto

Carolina Vilela

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Foi solto na noite desta quinta-feira, 25 de maio, o ex-prefeito de Perdizes, Fernando Marangoni (PSDB), que renunciou ao cargo após ser flagrado recebendo R$ 20 mil em propina, durante a Operação Isonomia. A ação do Ministério Público Estadual (MPE) investiga os crimes de corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O pedido de liberdade foi feito pelo advogado do político assim que houve a prisão, no último dia 23, e foi acatado dois dias depois pelo juiz. Segundo o magistrado, Marangoni contribuiu com importantes informações para a operação. Ele está à disposição da justiça.

Segundo o advogado, o flagrante do recebimento dos R$ 20 mil foi preparado e a origem do dinheiro ainda deve ser apurada.

Logo após ser preso em flagrante, Fernando Marangoni renunciou ao cargo de prefeito. O vice-prefeito Vinícius Barreto (PPS) tomou posse na manhã desta sexta-feira, 26.

A Operação Isonomia investiga a contratação irregular de um escritório de advocacia de Uberlândia para prestação de serviços de compensação de créditos tributários a prefeituras do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas, nos anos de 2015 e 2016.

Prefeito de Perdizes-MG renuncia ao ser preso na Operação Isonomia

LEIA TAMBÉM!