Ex-secretário de saúde de Uberaba e genro são conduzidos em Operação do Gaeco

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

O ex-secretário de saúde de uberaba Fahim Miguel Sawan foi preso durante ações da Operação “Aurélio” desencadeada pelo Gaeco. O objetivo é apurar o desvio de verbas públicas da secretaria de saúde de Uberaba, nos anos de 2013 e 2014. Com o apoio da Polícia Militar e da Justiça, foram feitas buscas em residências e empresas de Fahim e de outros três investigados.

Na residência do ex-secretário e também na posse do genro dele, foi apreendida grande quantidade de dinheiro em espécie. No entanto, a prisão de Fahim não foi ratificada, pois o delegado entendeu que não havia provas suficientes de que o dinheiro aprendido tinha ligação com o suposto ato ilícito de 2013 e 2014. Um inquérito foi instaurado. O genro de Fahim, Thiago Brasil Tiveron, foi ouvido, assinou um termo e foi liberado.

Foi determinado o bloqueio eletrônico de numerários dos suspeitos e das empresas em que tenham participação societária, para garantia de futura execução judicial. Segundo o promotor de defesa do patrimônio público, João Vicente Davina, na época em que Fahim Sawan atuava como secretário de saúde foi baixado um decreto de dispensa de licitação sob vários argumentos.

A investigação aponta improbidade administrativa e prevê a restituição aos cofres públicos do prejuízo causado ao erário por suposto desvio de dinheiro, que supera R$ 4 milhões. Também foram apreendidos dinheiro em espécie, documentos, computadores, notebooks, celulares e outros eletrônicos e veículos.

Vinícius Lemos

LEIA TAMBÉM!