ASSINE O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS

RECEBA AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DIRETO NO SEU E-MAIL
iconeenvelope.png

Justiça absolve prefeito de Prata do processo de cassação por abuso de poder

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Anuar Arantes Amui – Imagem: Arquivo / Vitoriosa Esporte

O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) absolveu nesta quinta-feira, 20, o prefeito reeleito de Prata, Anuar Arantes Amui do processo de cassação por abuso de poder. Anuar Amui e o vice-prefeito Sandro Vilela estavam governando por força de liminar.

As acusações eram de que eles teriam utilizado de bens públicos em uma reunião com moradores no mês de setembro de 2016 para conseguir votos.

Na ação proposta pelo Ministério Público Eleitoral consta denúncia de que eles promoviam a entrega de termos de doação de imóveis aos moradores do Bairro Morada do Sol, junto a uma pesquisa que questionava intenções de voto.

Um assessor também foi citado no processo. A sentença de primeira instância cassou os registros e inelegibilidade por 8 anos. Além de aplicar multa de 50 mil Ufirs para cada réu. Mas o juiz Carlos Roberto de Carvalho entendeu que a situação não configurou abuso de poder político. E a multa foi reduzida para 5.000 e aplicada somente aos candidatos eleitos.

A chapa do prefeito Anuar Arantes teve 8.852 votos, oque representa 54,03% dos votos válidos.

LEIA TAMBÉM!