Trump já escolheu 19 dos 21 titulares dos cargos mais importantes de seu governo

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump (Imagem: Dreu Angerer/AFP/Direitos Reservados)

O presidente eleito Donald Trump, que toma posse sexta-feira, 20, como presidente dos Estados Unidos, já escolheu quem vai preencher 19 dos 21 cargos de seu gabinete. A imprensa norte-americana vem acompanhando com interesse a escolha dos nomes que vão ocupar os postos-chave do gabinete porque, por meio do perfil da pessoa escolhida, é possível saber como serão as políticas a serem implementadas no futuro e antecipar medidas que podem ser adotada pelo novo governo.

De acordo com a Constituição americana, o papel dos titulares do gabinete é dar aconselhamento ao presidente. O gabinete do presidente dos Estados Unidos é constituído pelo vice-presidente e pelos chefes das seguintes secretarias: Agricultura, Comércio, Defesa, Educação, Energia, Saúde e Serviços Humanos, Segurança Interna, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Interior, Trabalho, Estado, Assuntos de Veteranos e Procurador-Geral.

Como os chefes de secretaria precisam ter os nomes aprovados, o Senado está realizando nesta semana a segunda rodada de audiências para a confirmação dos titulares que comporão o gabinete do presidente. Senadores democratas, embora sendo minoria, estão tentando derrubar alguns dos nomes escolhidos por Trump.

Nomes

A seguir, veja a lista completa dos postos do gabinete do presidente eleito Donald Trump. A lista inclui os nomes das pessoas já escolhidas para cada secretaria. Só o titular da Secretaria da Agricultura e o conselheiro econômico ainda não foram escolhidos.

Agricultura: o titular ainda não foi escolhido; Comércio, Wilbur Ross; Defesa, general James Mattis; Educação, Betsy DeVos; Energia, Rick Perry; Saúde e Serviços Humanos, Tom Price; Segurança Interna, General John F. Kelly; Habitação e Desenvolvimento Urbano, Ben Carson; Interior, Ryan Zinke; Justiça, Jeff Sessions; Trabalho, Andrew Puzder; Estado, Rex Tillerson; Transporte, Elaine Chao; Tesouro, Steve Mnuchin; Assuntos de Veteranos, David Shulkin; conselheiro econômico: o titular ainda não foi escolhido; Agência de Proteção Ambiental, Scott Pruitt; Gestão e Orçamento, Mick Mulvaney; Administração de Pequenas Empresas, Linda McMahon; representante comercial, Robert E. Lighthizer; Nações Unidas, Nikki Haley.

Trump selecionou outros assessores da Casa Branca que não precisarão da confirmação do Senado. São os seguintes:

Conselheiro sênior, estrategista-chefe, Stephen K. Bannon; chefe de Gabinete, Reince Priebus; conselheiro de Segurança nacional, tenente-general Michael Flynn; conselheira do presidente, Kellyanne Conway; conselheiro superior, Jared Kushner (marido de Ivanka, filha de Trump); conselheiro de Política Sênior, Stephen Miller; secretário de imprensa, Sean Spicer; e conselheiro da Casa Branca, Donald McGahn.

Agência Brasil

LEIA TAMBÉM!