ASSINE O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS

RECEBA AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DIRETO NO SEU E-MAIL
iconeenvelope.png

Direto de Londres: uberlandense Fausta Reis estava a 2km do local do atentado que matou 4

Isabela Lamark

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Uma uberlandense que mora em Londres próximo ao local do ataque conta momentos de terror vividos pelos moradores, nesta quarta-feira, 23. Fausta Reis no momento do ataque terrorista, estava a dois quilômetros da ponte de Westminster e relata o desespero dos britânicos.

“Eu fiquei sabendo do ataque através do meu esposo, pois de onde eu estava não deu para perceber o que realmente estava acontecendo. Meu marido trabalha próximo da ponte e me ligou para saber se eu estava bem e me pediu para ligar a televisão para acompanhar o que estava acontecendo”, disse.

Fausta ainda diz que hoje era um recomeço para os moradores de Londres, os britânicos estão tentando voltar a realidade, esquecer o que aconteceu e tocar a vida novamente.

” Aqui as pessoas são solidárias, cerca de 60% da população realiza trabalho voluntário,  é diferente a comoção de todos. Nós fizemos um minuto de silêncio em solidariedade as vítimas e realmente a cidade se calou naquele momento”, afirmou.

Segundo a uberlandense, os britânicos já previam o ataque, mas não sabiam quando e nem onde iria acontecer. Ela afirma que os policias não andam armados e que ultimamente todos estavam circulando pela cidade fortemente armados.

A milícia terrorista Estado Islâmico assumiu hoje, 23, a autoria do atentado que aconteceu ontem, 22, no centro de Londres, que deixou quatro mortos e 29 feridos. No dia 22 de março de 2016, Bruxelas sofreu um ataque terrorista, a polícia está investigando para entender se os dois casos tem ligação.

 

 

LEIA TAMBÉM!