Mãe se diz em pânico ao ver que suspeitos de estupro coletivo contra menor estão soltos

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

A família de uma adolescente de 17 anos que teria sido vítima de um estupro coletivo em Araguari, no Triângulo Mineiro, está em pânico porque ainda tem gente do bando que praticou esse e outros crimes na mesma noite, em plena liberdade.

A ocorrência de tráfico de drogas registrada pela Polícia Militar (PM) foi só uma parte das ações do grupo no último fim de semana. Por sinal a prisão dos suspeitos e a apreensão das drogas aconteceu em decorrência da denúncia de uma mãe.

Sem identificar a mulher, para preservar a identidade da menor, nossa equipe conversou com essa mãe. Ela relembrou que levou a filha ao pronto-socorro, onde relatou à polícia sobre o estupro coletivo. À Polícia os jovens admitem a posse das drogas, mas negam a versão do estupro.

A TV Vitoriosa procurou a família da adolescente. Mãe e filha ainda se recompõem da violência sofrida, enquanto a menor não sabe sequer de quantos rapazes ela foi vítima. A mãe diz tudo o que sente no coração e clama por justiça para que a violência não se repita com outras pessoas.

Relembre:

Quatro homens são presos suspeitos de tráfico de drogas e estupro de vulnerável em Araguari

Repórter no local: Carlos Vilela

LEIA TAMBÉM!