Política

Uberlândia realiza paralisação contra a reforma da previdência

Enviado por: Isabela Lamark 15/03/2017

Coordenadora do movimento

Em um encontro na Praça Tubal Vilela contra a Reforma da Previdência, na tarde desta quarta-feira, 15, diversos segmentos de Uberlândia realizaram uma manifestação, organizada pelo Comitê Regional que é contra a PEC 287. De acordo com uma das organizadoras do evento, Jorgetânia da Silva, o movimento conta com apoio de sindicatos, entidades e movimento sociais.

“Hoje é o Dia Nacional de Lutas e paralisações,  pois os brasileiros e a população de Uberlândia entenderam que essa reforma é injusta é machista. O governo quer que as mulheres contribuam e trabalhem a mesmo quantidade de anos que os homens, e todos sabem que as mulheres são sobrecarregadas com o trabalho doméstico”, disse.

Silva ainda diz que outra reforma injusta, são os cinco anos que o governo quer aumentar  na jornada dos trabalhadores rurais. “Essa reforma vai atingir todos os brasileiros, pois ninguém começa a trabalhar com 16 anos de idade e fica 49 anos sem nenhuma parada”, afirma.

Os diretores do comitê entendem que a população vai contribuir a vida toda e não vai conseguir aposentar.

Repórter no local: Vinicius Lemos

Comentários...