População de Uberlândia realiza protestos contra o preço do combustível

Isabela Lamark

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Isabela Lamark

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Um grupo de manifestantes realizou dois protestos em postos de combustíveis na cidade de Uberlândia, nesta sexta-feira, 5. O movimento foi batizado como: ‘NÃO CRUZE OS BRAÇOS O BRASIL É NOSSO’.

Cerca de 50 motoristas se reuniram em um posto de combustível na saída para Ituiutaba e abasteceram R$ 0,50 centavos com notas de até R$100,00. O movimento já conta com aproximadamente 500 pessoas. O protesto ocorreu na tarde de sexta-feira e contou com a presença da advogada Maria Francisca Medeiros, que relatou que é direito do consumidor pedir a nota fiscal.

“Artigo 39. É vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas: (Redação dada pela Lei nº 8.884, de 11.6.1994). Recusar atendimento às demandas dos consumidores, na exata medida de suas disponibilidades de estoque, e, ainda, de conformidade com os usos e costumes”, afirma.

Um dos manifestantes relatou a equipe de reportagem da TV Vitoriosa, que é provável que até a eleição deste ano a gasolina possa chegar a R$ 9,00.” A Petrobrás perdeu  a ação nos Estados Unidos no valor de quase R$ 10 bilhões, quem vai pagar essa conta é o povo brasileiro. Nós temos a gasolina mais cara do mundo. O Brasil vende para a Bolívia com o imposto por R$ 1,57″, diz manifestante.

A equipe de jornalismo procurou a direção do posto que não quis se manifestar.

Segundo protesto

Na noite desta sexta-feira, 5, cerca de 80 manifestantes se reuniram em um posto de combustíveis na Avenida Getúlio Vargas, para abastecer somente R$ 0,50 centavos. Os integrantes relataram a equipe de reportagem, que o posto se negou  a emitir a nota fiscal e encerrou o abastecimento.

O site V9 entrou em contato por telefone com o posto de combustíveis, mas não obteve respostas.

Mais informações serão divulgadas nesta segunda-feira, 8, no programa Chumbo Grosso ás 7h.

Repórter no local: Lourival Santos e Léo Carvalho

LEIA TAMBÉM!